“AS SUFRAGISTAS” – AINDA MAIS REBELDE, SE ASSIM TIVER DE SER! por Catarina Morazzo

1692

 

 

No século passado foi preciso ser-se rebelde, infringir a lei, criar desacatos e rebeliões na via pública, dar a vida por um direito que hoje é universal às mulheres, em algumas partes do globo! Mesmo assim, este direito na igualdade do género, na participação das mulheres na vida política do seu país, só chegou a Portugal em 1974, mascarado de muitos “não direitos”, que persistem até hoje.

Ler artigo completo ...