ANDA GIGANTE, VAMOS por Sofia Fonseca Costa

196

Não me fazes tremer. Nem estremecer. Não me abanas. Nem puxas.

Empurras-me para ti.

Não te atrases que eu não fui feita para esperar. Não sei como se faz. Sou acelerada, sempre no fio da vertigem, com um pé em terra e outro já lançado no abismo.

Ler artigo completo ...