COMO MATAR UMA CRIANÇA

713

No dia 11 de agosto de 2008, uma criança morreu. Foi morta por um agente da G.N.R., pelo Hugo Alexandre da Silva Ernano. Já devem ter ouvido falar deste caso. Alguns meios de comunicação social tentaram transformar o Hugo Ernano, simultaneamente, num herói e numa vítima. Um herói, por ter exercido as suas funções magistralmente, impedindo que um ladrão condenado escapasse à justiça. Uma vítima, por ter sido condenado pelo homicídio negligente a uma pena de 4 anos de prisão, suspensa, ao pagamento de uma indemnização à mãe da vítima mortal, e por ter sido alvo de processo disciplinar. O Hugo Ernano escreveu um livro – “Bala Perdida” – em que conclui que “não devia ter feito nada diferente”.

Ler artigo completo ...