DESCANSA. NÃO ME VAIS PARTIR O CORAÇÃO

3458

 

 

Não é que não tenha medo de sofrer. Tenho. Tremo só de me imaginar a construir, a remendar o meu coração já tão reconstruído e remendado. No imediato, acho sempre que ele não resiste a mais nenhuma porrada. Que deixa de bater se lhe baterem. Mas afinal, descobri que não é bem assim. Percebi que, ao dar-te o meu coração de presente, fiquei com o embrulho. Percebi que, ao dar-te o meu coração de presente, fiquei com o molde. Fiquei com a forma. Fiquei com a essência, que te foi dada mas que não foi renegada por mim. Foi acrescentada, aumentada quando se separou da minha carne, da minha alma, da minha pele e te foi entregue em mãos, mas isso meu bem, não me deixou vazia. Dar-te o meu amor, não me deixou vazia.

Ler artigo completo ...