E SE O TEU FILHO SE QUISER VESTIR DE PRINCESA? por Rita Barata Silvério

1724

Aprendi então que os meus filhos têm uma sorte imensa por terem nascido numa casa onde nunca se permitirá um insulto deste calibre. Percebi que estão a crescer num ambiente onde a tolerância e o respeito contam mais do que estudar em colégios caros ou aprender a tocar violino com dois anos. E sobretudo aprendi, graças ao meu filho, que a sortuda sou eu por ter a oportunidade de lhes ensinar que não há diferenças entre mulheres e homens e que posso e devo mudar o mundo machista e intolerante que ainda nos rodeia. Hoje o vestido de princesa descansa ao pé dos disfarces do Minion e do Faraó do Egipto. Há carrinhos telecomandados e cozinhas da Imaginarium espalhados pelo quarto de brincar, dinossauros e Minnies em cima da cama, há aventais de brincar e luvas de guarda-redes do Iker Casillas. Na adolescência, logo veremos. Mas fiquei com a certeza de que estou (estamos) a criar dois homens do caraças.

Ler artigo completo ...