FRAGMENTOS: DESFAÇO-ME

852

Até agradeço que te tenhas ido embora, não aguentaria muito mais tempo a ouvir-te falar de reuniões onde sinto que nunca estiveste, fazendo-me passar por tonta. Custa-me esta raiva, a alterar-me os pensamentos, a alertar-me para mais justificações do que as que te dei, a alternar dentro de mim vontades estranhas, onde acabas sempre desfeito, desfeito por mim, por aquilo que te digo, tu desfeito e não eu, tu emaranhando-te nos teus próprios argumentos e não eu, amarfanhando-te a ti mesmo nas desculpas esfarrapadas, e eu amarrotando esta vida que não queria ter vivido. Vinte anos, em contraste com os vinte minutos gastos a desfazer-te, ganhos a desfazer-me de ti. O caixote cresce em peso, quase tanto como o meu alívio. Assim que deitar tudo isto fora, deito-te também a ti fora, desforro-me de todas as mentiras, aprisionando o nosso passado no contentor da esquina, de vez. A boneca de trapos cai aos meus pés, sem se lembrar de pedir licença por estragar os meus atos. Suja, quase rota, reconstrói um dia, um apenas, e para-me os gestos, os gestos que deixam de imediato de ser meus. Sento-me no chão, revirando-a como se pudesse rasurar o momento em que apareceu. Sinto-me no chão, revolvendo assuntos como se pudesse restaurar o passado. No chão. E tudo volta. O dia em que a compraste, para mim, em que me compraste com ela, numa sedução sem precedentes, a boneca presidindo ao início do que se seguiria. Hoje, estou como ela, de trapos velhos e gastos rodeada, a tentar rescindir o que esse dia assinou. Não consigo. O caixote permanece com o mesmo peso. A minha vida também. A saudade desse dia com muito mais peso do que sei suportar. Reoiço os vinte minutos que apagaram os vinte anos. Reconheço nas tuas palavras verdades que não soube ouvir. Mostras-me o projeto novo, justificas segredos e avanços, tudo para me surpreenderes. Desfaço-me sozinha, por ter desfeito vinte anos. Desfazes-te em carinho, compreendes-me. Desfazes-te em desculpas, que sei verdadeiras. Desfaço-me em lágrimas de puro arrependimento. Desfaço-me por ti.

Ler artigo completo ...