FRAGMENTOS: O DESFALQUE

258

Isto é excelente!, excelente… Escusas de falar, totó. Oiço o que pensas. Oiço, mesmo a valer. Olha, agora vens com cantigas. Ensaias bem as frases, disso não restam dúvidas. Nunca te imaginei tão cuidadoso. Explico-te de novo. Não o desfalque que fiz, isso nem imaginas, mas os passos que dei. Todos os passos. Como me ensinaste. Embriago-te com esta ladainha, falsa, mas isso não sabes. Embriagas-te com a minha dedicação. Pois, é isso mesmo, deixa-te levar. Fiz tudo como devia, assegurei-me de que o cofre ficava bem fechado. Sim, sim, como me ensinaste. Estás impressionado. Ainda ficarias mais, se soubesses do desfalque. O cofre está vazio há horas, e tu nem imaginas. Isso dá-me um gozo… Mas, então? Estás a pensar que fiz alguma coisa?! Pensa mais devagar, totó, que até me baralhas. Agora achas que me estás a baralhar. Mas o que é isto? Ouves o que penso. Mesmo! Pareces um eco, que cena. Um eco, agora na tua cabeça. Tenho de me distrair do desfalque. Desfalque, eco, eu, tu. Estou a ficar agoniado com isto. Também tu? Ainda bem. Tenho de pensar depressa. Ele também. Ligar ao chefe? Já me topaste, sabes que sei que pensaste em ligar ao chefe. Sabes que te topei a descobrir que eu sei que pensaste em ligar ao chefe. Que enjoo, fico agoniado. A mão. A mão a cumprir uma ordem, o número do patrão. Dás por isso. Desistes. Já sabes que sei que ligaste para o 112 do telemóvel. Disfarças. Disfarças mal. Disfarçamos ambos. Mal. Se sabemos o que o outro pensa, para quê esta palhaçada? Agarro na arma. Tu sabes. Agarras na tua. Eu não tenho arma, tu sabes que é falsa. Sei que tens uma. A tua é verdadeira. O dedo a destrancar o gatilho. O desfalque. Para quê, se de nada me vai servir agora? A vertigem! Estás a ver tudo em avanço, o turbilhão de consequências. Trancas o gatilho. Fico estarrecido. Sabes onde escondi o dinheiro. Desconfio, não, tenho a certeza. Sim, tu sabes! Olhos fixos, avanças para mim, deixo de te ouvir. Deixo de te ouvir ainda antes de o soco interromper o que penso, mas ainda a tempo de ouvir a polícia. Ficas com tudo, sei agora. O desfalque… o desfalque.

Ler artigo completo ...