MAIOR E VACINADA

5810

P.S.: A morte da jovem que contraiu sarampo é, acima de tudo, uma enorme tristeza. A prioridade dos nossos comentários sobre esse caso, para quem o comente, deve assentar no sofrimento (quase inimaginável) dos pais, família e amig@s. No entanto, este caso – tal como tantas tragedias ou acidentes têm servido ao longo da nossa história – transformou-se também num símbolo de um conflito social: vacinar ou não as nossas crianças? É clara a minha posição, o que não implica, obviamente, que conclua que quem opte por não vacinar não tenha em mente o melhor interesse das suas crianças. Claro que terá. De uma forma um pouco egoísta e com muita desinformação na cabeça, estes pais querem, como a generalidade dos pais, o melhor para os filhos. Cabe à nossa sociedade insistir na educação, no combate à desinformação e à pseudociência, assim evitando que mais crianças fiquem expostas a riscos de vida tão facilmente evitáveis.

Ler artigo completo ...