“ONTEM MATARAM-ME”

320760

Guadalupe Acosta, uma estudante de Comunicação do Paraguai, expressou a indignação de muitos com uma carta aberta, na primeira pessoa, como se de uma das vítimas se tratasse.

A carta foi partilhada mais de meio milhão de vezes desde 3ª feira, dia 1 de Março. O texto apela a que todos elevem a voz contra o machismo e a violência contra as mulheres.

Ler artigo completo ...