PMA, SIM. TAMBÉM PELA NOSSA SAÚDE

725

 

O acesso à procriação medicamente assistida (PMA) tem particular importância para as mulheres em casais do mesmo sexo ou solteiras também por motivos de saúde.

É evidente que qualquer mulher, sem problemas de fertilidade, pode engravidar fruto de uma relação sexual com um homem, também ele fértil. Também é verdade que alguns homens contribuiriam para a gestação dessa forma, sem qualquer suposto interesse em ter uma ligação afetiva ou legal com a criança gerada – premissa que por vezes se mantém, mas nem sempre. Procriação via dador anónimo ou anónimo de identidade aberta – alguém que por razões altruístas, ou não, abdica sem margem para dúvidas nenhumas, e sem risco para alguma das partes, de qualquer responsabilidade ou laço em benefício de outras pessoas e do seu desejo parental – previne garantidamente este tipo de situação, as respetivas implicações negativas – inclusive de stress emocional – e sérios constrangimentos à mulher ou casais de mulheres no seu projeto familiar.

Ler artigo completo ...