PÔR­-SE A JEITO

645

Vi no outro dia o comentário de uma mulher que afirmava nunca ter sido assediada porque nunca se tinha “posto a jeito”.

Fiquei confusa.

Afinal, eu achava que era quase impossível alguém “pôr-se a jeito” para ser assediada, violada, assassinada ou agredida, salvo em situações muito específicas. A afirmação perturbou-me profundamente porque percebi que, na cabeça daquela mulher, eu até me pus a jeito algumas vezes.

Ler artigo completo ...