CASEI COM UM FEMINISTA

2321

Suponhamos que o meu caso é pouco comum. Mas talvez não seja.

Quando pensamos em homens violentos cuja agressividade em relação às (suas) mulheres é latente, vem-nos à cabeça a ideia de um quase Neandertal, o feio, porco, sujo e mau típico, que resolve todo e qualquer assunto ao murro, que pega na pedra em vez de na caneta, que ao abrir a boca denota logo – quanto mais não seja por violência verbal e piadas sexistas – a mentalidade que o rege. Mas acontece que o meu ex-marido era o oposto deste arquétipo. Não exagero quando utilizo a palavra “oposto”.

Ler artigo completo ...