MOSTRAR QUE NÃO SE DEVE TER MEDO

2080

Há pouco tempo contaram-me uma história que se passou numa vila do Alentejo, no ano passado. Quem a contou foi uma senhora com 83 anos que tem uma casa nessa vila. A sua vizinha tem um marido que lhe batia frequentemente com um pau. Um dia, esse marido ficou doente e passou a deslocar-se numa cadeira de rodas, com muitas limitações. A mulher continuou a cuidar dele (ainda mais do que cuidava antes) e quase todos os dias o marido pedia que lhe desse o pau para lhe bater. Ela dava e apanhava. A senhora que me contou a história perguntou-lhe: “Mas porque é que deixa que ele lhe bata? Não lhe devia dar o pau!”.

Ler artigo completo ...