JÁ NÃO SOU DA GERAÇÃO DOS ESTÁGIO, E AGORA?

14134

A minha resposta é não, e as oportunidades são-me retiradas como um doce a uma criança.

Pois é, parece que já não faço parte da geração dos estágios. E também não faço parte da geração das cunhas, porque não as tenho. E agora, faço parte de quê? Dos voluntariados eternos? Das apresentações quinzenais? Das formações profissionais que (nunca) aumentam a probabilidade de empregabilidade? Da geração frustrada que não consegue sair da casa dos papás? Da geração (e da família) que se dedicou anos e anos e anos a uma profissão que, ao fim ao cabo, serve só para entretenimento pessoal?

Ler artigo completo ...